• Twitter
  • Facebook
Apps Direito Penal – Ney Moura Teles

A sua biblioteca jurídica transformada em uma eficiente ferramenta digital.
Código Penal, Jurisprudência, Doutrina e Pesquisa com um simples toque.

Renúncia!

IMG_4583

Um estadista, após a manifestação de dois milhões de cidadãos nas ruas de um domingo, deveria dirigir-se à nação, respondendo aos protestos, explicando suas razões, tentando, como pudesse e quisesse, justificar seus atos e apresentar resposta, se tivesse.

O primeiro gesto, que seria bem recebido, seria a confissão do estelionato eleitoral.

A presidente, no entanto, mandou dois dos seus ministros falarem à Nação.

E o que disseram?

A mesma ladainha de sempre, menosprezando a inteligência de todos. Uma vergonha. Mas, o que se poderia esperar de dois inexpressivos ministros? (Haveria expressivos?)

Dizer que os dois milhões que foram às ruas são eleitores do Aécio é valorizar em demasia o tucano, que não tem capacidade para mobilizar tanta gente.

Ao mesmo tempo, ofendem milhões de pessoas que decidiram protestar sem estarem sob o comando ou convocação de qualquer político ou partido.

Pacote de leis contra a corrupção e fim do financiamento privado de campanhas políticas é o que disseram que vão propor. Nada mais.

Piada velha.

Não precisamos de novas leis. As que estão aí bastam e já serviram para apurar muita coisa.

Como ainda não há fato concreto, não defendo o impeachment de Dilma, mas, como vejo que ela não tem coragem de enfrentar pessoalmente a realidade, acho que é melhor que renuncie.

Ney Moura Teles é advogado, formado, em 1984, pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da USP. É professor licenciado de Direito Penal do UniCEUB (Centro Universitário de Brasília). Ministrou as disciplinas de Direito Penal I e Direito Penal III. É autor de “Direito Penal”, publicado originalmente pela LED – Editora de Direito, e depois pela Editora Atlas, e adotado em inúmeras faculdades de Direito do país. Foi professor na Escola Superior da Magistratura do Estado de Goiás, na Escola Superior de Magistratura do Distrito Federal e no Instituto Processus, em Brasília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>